segunda-feira, 25 de julho de 2016

UDV 55 anos, mensagem de Raimundo Monteiro de Souza (Mestre Monteiro)*

Amigos e irmãos de Luz.
Inicialmente, quero saudar os dirigentes e discípulos do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal pelo transcurso dos 55 anos de tão feliz existência desta sagrada instituição religiosa, que por sua relevância e significação social e espiritual vem nutrindo-nos de esperança de um mundo melhor, na consciência dos que confiam na palavra do Mestre Gabriel, o nosso guia espiritual e autor da nossa religião.
Como sabemos, a União Do Vegetal é um caminho religioso de fundamentação cristã reencarnacionista, de origem brasileira, mas sua doutrina é universal. A UDV crê e se mantém dentro da ética e da moral expressas nos dez mandamentos de Moisés, pois vê em Jesus Cristo, o filho de Deus, o salvador da humanidade.
Por sua conduta doutrinária, jamais poderá absorver pensamentos e práticas que se adaptem à vontade dos seres humanos, principalmente no momento atual, no qual está vivendo a humanidade, onde o errado é o certo e o certo é o errado. Por isto, caríssimos irmãos, diante de tantos absurdos na inversão dos valores da ordem natural, cabe a nós brasileiros, em primeiro lugar, darmos continuidade aos sublimes objetivos desta sagrada religião, determinados pelo Mestre Gabriel, aos quais devemos seguir.
A prática fiel na conduta e nos deveres dá mais clareza e credibilidade a sã doutrina, conforme nos ensinou nosso Mestre fundador, José Gabriel da Costa, o Mestre Gabriel. Dentro deste pensamento, a União do Vegetal vem seguindo fielmente seus objetivos naquilo que diz respeito a proporcionarmos a Paz mundial.
No momento que saímos do Brasil e nos instalamos em Santa Fé – EUA, efetivamente iniciamos o trabalho de harmonização dos povos do planeta, o que só é possível pela prática da Paz que professamos. Em cada país, para ministrarmos a sagrada ciência de Salomão à Luz dos ensinamentos de Jesus, o verbo divino que se fez homem, buscamos obter o direito, observando criteriosamente o limite da liberdade que nos é facultada pela lei de cada nação.
Ao longo de meio século de sua existência, a União do Vegetal, sofreu preconceitos e difamações inverídicas por parte da sociedade brasileira, não por maldade, mas pela ignorância. Todos este empecilhos, em sua maioria, foram vencidos de forma prudente e consistente.
E hoje, ao contemplar a trajetória vitoriosa do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal, com a consciência tranquila e o coração feliz, almejo e acredito ser este o pensamento e o sentimento de todos vós.
Fraternalmente,
MESTRE MONTEIROConselheiro Oriental
*Integrante do Conselho da Recordação dos Ensinos do Mestre Gabriel.
10

sábado, 2 de julho de 2016

Marcos Lessa, Sempre Aqui

Cantor se apresenta no próximo dia 17, no Teatrão - Foto: Cedida
O talentoso cantor e compositor Marcos Lessa, finalista do reality show The Voice 2013, estará novamente em Rio Branco no dia 17 de julho, às 19h, no Teatro Plácido de Castro, para mais uma grande apresentação, dessa vez com o show “Sempre Aqui”.
Com nove anos de carreira e um período integrando a banda de Manassés, o cearense lançou em 2014 o CD “Entre o mar e o sertão” em diversos estados do país. Em 2015, Lessa realizou a turnê “Estradas”, em que homenageou o músico Gonzaguinha, projeto que teve o apoio e a participação dos filhos do cantor.
Em julho do ano passado, ele lançou seu CD em Rio Branco, para um público de 500 pessoas, no Teatrão. No show “Sempre Aqui”, Marcos Lessa apresentará músicas dos dois projetos citados e três novas composições que fez em homenagem ao Acre. Encantado com a diversidade local, o músico está gravando um álbum somente com composições que fez inspirado nas belezas das florestas acreanas e que pretende lançar no início do próximo ano.
Embaixador da Novo Encanto Ecologia, ele doa a renda do show para viabilizar um dos projetos de plantio desenvolvidos pela Associação. A Oscip mantém projetos de educação ambiental em todo o país e preserva uma área de 8.000ha localizada em Lábrea-AM, às margens do Rio Iquiry, cujo acesso se dá via Rio Branco, através da estrada de Boca do Acre.
O show conta com o apoio do Gabinete do Deputado Estadual Jenilson Leite. Venda de ingressos no Bob’s do Canal do Maternidade e nas lojas O Boticário do Estádio José de Melo e do Via Verde Shopping.

Serviço:

  • O quê? Show Marcos Lessa, Sempre Aqui
  • Onde? Teatro Plácido de Castro
  • Quando? 17 de Julho (sábado), às 19h
  • Realização? Novo Encanto Ecologia
  • Ingressos? R$ 60 (inteiro) e R$ 30 (estudante)
  • Pontos de venda? Bob’s do Canal do Maternidade e nas lojas O Boticário do Estádio José de Melo e do Via Verde Shopping.
Da Assessoria:
Publicação: 

sexta-feira, 10 de junho de 2016

No Acre, 22 de julho é Dia da Paz e Conciliação



O governador do Estado do Acre, Tião Viana (PT), sancionou, em 1º. de junho, a Lei Estadual nº. 3.132, que institui no calendário oficial do Estado o Dia da Paz e Conciliação, a ser comemorado anualmente no dia 22 de julho. A Lei foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Acre em maio deste ano. O projeto utilizou como referência a data em que o Mestre José Gabriel da Costa (Mestre Gabriel) criou a União do Vegetal, 22 de julho de 1961.
Segundo a Lei, a data será destinada a discussão das consequências positivas que a paz e conciliação trazem para a comunidade do Acre, bem como sua importância cultural, educacional, social, econômica e espiritual. O Dia da Paz e Conciliação será implementado, a cada ano, segundo o texto legal, por meio de palestras, apresentações e outros eventos.
A conciliação é um instrumento muito utilizado no âmbito jurídico, educacional e até prisional e tem trazido importantes resultados na pacificação da sociedade. O Centro Espírita Beneficente União do Vegetal acredita que a conciliação é uma semente originada da Luz, da Paz e do Amor.
Pelo País
Estado do Amazonas foi o primeiro a ter uma lei determinando 22 de julho como Dia da Paz e Conciliação. A partir de 2011, para marcar o aniversário de 50 anos de criação da União do Vegetal, várias assembleias legislativas estaduais e câmaras municipais do País aprovaram projetos de lei que instituíram a data para marcar a busca da paz e da conciliação.
As iniciativas dos projetos partiram de deputados estaduais e de vereadores. Depois de promulgados por governadores e prefeitos, os projetos viraram leis no Distrito Federal (2015); em seis estados (além de Acre e Amazonas (2010), também Roraima (2011), Paraná (2011), Pará (2012) e Mato Grosso (2015)), e em mais de 20 municípios brasileiros.
Postagem extraída: http://udv.org.br/blog/no-acre-22-de-julho-e-dia-da-paz-e-conciliacao/

sábado, 16 de abril de 2016

O que esperar do pós-impeachment?

Na reta final para o processo do impeachment na Câmara dos Deputados, governo e oposição já pensam no dia seguinte.  A debandada em peso dos partidos de centro – ou fisiológicos – como PP, PSD, PR e PTB, fez com que a situação do governo se deteriorasse de forma acelerada. A apenas dois dias da votação, governo e oposição usarão de todas suas ferramentas disponíveis para garantir o apoio dos parlamentares. E o que acontece depois da votação?
Há apenas dois cenários possíveis para o pós-impeachment: (1) o processo é aprovado e segue para o Senado; ou (2) o processo de impeachment não atinge o quórum de 342 deputados e é arquivado. 
  1. O processo de impeachment da Presidente é aprovado e segue para o Senado
 Caso a oposição consiga os votos necessários para aprovar o impeachment na Câmara dos Deputados, o governo perderá legitimidade e dificilmente o Senado rejeitará a abertura do processo de investigação. Ainda assim, a derrota no plenário da Câmara pode ser considerada como uma batalha perdida, mas não a guerra.  A instabilidade política que alimenta a crise econômica se prolongará ao menos até maio, quando o Senado poderá afastar a presidente por 180 dias. Até lá, o palácio do Planalto continuará suas investidas junto aos senadores para tentar barrar a abertura do processo de impeachment pela casa, que precisa do aval de apenas a metade +1 dos membros, ou seja, 42 senadores.
Enquanto isso, o Vice-presidente Michel Temer já articula como seria um possível governo sob seu mandato. Dentre as medidas já anunciadas, encontram-se:
  • Redução do número de ministérios e cargos comissionados;
  • Reforma ministerial com nomes alinhados ao VP;
  • Fortalecimento de programas sociais para buscar o apoio dos movimentos sociais;
  • Reforma Política;
Temer possui inúmeros defeitos que a presidente Dilma Rousseff não tem, entretanto, ele é um exímio articulador político. O apoio que terá no Congresso Nacional, aliado a uma melhora do humor do empresariado e do mercado, fará com que Temer tenha um melhor relacionamento com o Legislativo e aprove com mais facilidade as medidas fundamentais necessárias. Entretanto, dois pontos merecem ser destacados: (a) neste cenário, o ex-presidente Lula e o PT seriam responsáveis por fazer oposição ao governo, situação que colocaria o partido numa oposição confortável para contrapor o governo de seu ex-aliado; e (b) não há uma saída milagrosa para a crise econômica do país, embora inicialmente possa haver uma melhora devido aos ânimos, esta mudança artificial não se manterá a longo prazo e medidas pouco populares (como aumento de impostos voltarão a ser discutidas. 
  1. O processo de impeachment não atinge o quórum de 342 deputados e é arquivado.
 Caso o processo seja rejeitado, o palácio do Planalto dará início ao seu processo de refundação do governo. Lula sairá como vitorioso e seguirá com os planos anunciados para recuperar o apoio da população e do Congresso Nacional. Algumas medidas já anunciadas são:
  • Reforma ministerial diminuindo a participação do PMDB e aumentando a de partidos se mantiveram junto ao governo durante a votação do impeachment
  • Incentivos para o setor produtivo visando fazer e economia voltar a girar para reduzir o desemprego;
  • Aumento de crédito;
 O mercado não reagirá bem a uma derrota e o humor do empresariado não melhorará tão cedo. Ainda, o governo continuará enfrentando dificuldades no Congresso Nacional para aprovar medidas de ajuste fiscal e terá que encarar a grave situação econômica, que tem sido deixada de lado no momento em que a crise política atinge seu ápice. Por um lado, a indefinição a respeito de quem estará no poder se encerra antes do previsto e a mobilização das manifestações pró-impeachment perderão força. O presidente da Câmara dos Deputados poderá até mesmo aceitar novas denúncias contra a presidente colocando em questão a delação premiada de Delcídio do Amaral e as gravações telefônicas, entretanto, o processo terá perdido força.
 Se a votação fosse hoje, possivelmente a oposição sairia vitoriosa. Porém as propostas e medidas podem mudar até que os cenários acima citados se concretizem. As decisões do STF a respeito da nomeação de Lula para a Casa Civil e afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara, por exemplo, podem levar a uma reorganização do cenário político Previsões políticas neste momento são impossíveis e muitas análises serão escritas e reescritas até o final da votação neste domingo. A única certeza para este final de semana, é que estaremos vivendo momentos históricos para o país.

terça-feira, 12 de abril de 2016

TARAUACÁ/ELEIÇÕES 2016: PMDB E PP SE REÚNEM PARA DISCUTIR UNIDADE DA OPOSIÇÃO

Na noite desta segunda feira, 11 de abril, aconteceu um encontro entre membros do PMDB e do PP, para um diálogo sobre a eleição de se aproxima. Todos buscam a unidade dos partidos de oposição em torno de uma candidatura que possa enfrentar Rodrigo Damasceno da Frente popular. 

O PMDB já anunciou que formou um grupo com os partidos PPS, PSDC e SOLIDARIEDADE, que estão defendendo a pré pré-candidatura do vereador Mirabor Leite.

"Agora lutaremos INCESSANTEMENTE pela UNIDADE das oposições ao projeto petista. Nesta noite CONVERSAMOS animosamente com o PP, a quem nutrimos respeito. Vamos a partir de agora lutar pela UNIDADE", disse o pré-candidato Mirabor Leite. 

Prefeitura de Tarauacá cancela concurso público da saúde

O concurso público para vagas na Secretaria de Saúde de Tarauacá foi suspenso, segundo anunciou o prefeito, Rodrigo Damasceno. As provas foram aplicadas no domingo (3). De acordo com o prefeito, as provas estariam plagiadas e questões idênticas teriam sido aplicadas para candidatos em turnos diferenciados. As informações são do blog Accioly. Pelo menos 5 mil pessoas estavam inscritas no certame para contratação imediata de 140 profissionais de saúde.
Damasceno disse que a empresa Calegário só participou da licitação porque apresentou uma decisão através de um mandado de Segurança. “A empresa foi contratada para fazer o concurso porque venceu a concorrência por meio de pregão presencial, com igualdade de possibilidade de participação para todos e vencendo o melhor preço para o Município! Situação exigida pela Lei de Licitações. O primeiro pregão que fizemos visava contratar empresas sem fins lucrativos, tais como Fundape ou IEL, no entanto, por uma liminar do juiz de Feijó, que estava respondendo por Tarauacá, fora exigido a liberação para participação de empresas com fins, como por exemplo, o Calegario. A empresa, portanto, só foi contratada porque ganhou a licitação, inclusive com interferência judicial contra o Município”, disse.
Vários problemas, segundo Damasceno, foram enumerados durante o processo do concurso. “Tivemos provas plagiadas e provas realizadas em horários diferentes com questões idênticas”, comentou.
Em relação ao novo concurso, a prefeitura pretende realiza-lo o mais breve possível, mas ainda sem data definida.
Um procedimento apuratório foi instaurado para levantar informações necessárias ao ressarcimento dos valores despendidos pelos candidatos.